Chás com Ervas Amargas para Sua Saúde e Bem Estar

Publicidade

Conhecidas desde antes do nascimento de Cristo, as ervas amargas têm inúmeras finalidades como a cura de doenças, o emagrecimento e o tempero ou acompanhamento de pratos na culinária. Por causa do seu sabor amargo, elas nem sempre são apreciadas, mas possuem inúmeros benefícios para a saúde e podem ser encontradas na forma de hortaliças, como escarola, agrião e açafrão, ervas, como carqueja, boldo-do-chile e mirra, ou na forma de raízes, como a raiz forte. Confira, então, alguns benefícios para a saúde dessas ervas amargas:

Boldo-dochilecontra má-digestão
Chá de carquejaefeito diurético
Chá de mirraantibacteriano
Laranja amargarelaxante
ervas amargastradição de páscoa

1. Boldo-do-chile para o estômago

Aliada contra a má-digestão, essa erva auxilia nas dores estomacais

dicas de ervas amargas

O boldo-do-chile é a mais recomendada entre as espécies de plantas medicinais para o estômago, uma vez que é uma poderosa erva amarga que melhora a digestão, reduz gases intestinais, evita azias e auxilia contra enjoos estomacais. Entre inúmeros outros benefícios, o boldo-do-chile também age como coadjuvante para restaurar o funcionamento do fígado e a estimular a secreção biliar. Antifúngico, antibacteriano, anti-inflamatório e vermífuga, essa erva reduz a inflamação, alivia a dor e ajuda a combater vermes intestinais, devido a uma substância presente em suas propriedades chamada de ascaridol. Confira então uma receita de chá de bolo-do-chile contra má-digestão e gases:

Ingredientes:

  • 01 sachê de chá de boldo (daqueles que vendem em caixinhas)
  • 01 colher de sopa de erva-doce
  • 300ml de água

Saiba como preparar:

Ferva o saquinho e a erva-doce junto com a água e deixe descansar por 10 minutos. Quando o chá ainda estiver morno escorra em uma peneira e tome. Para azia, tome goles aos poucos e não adoce a bebida porque o açúcar tira o efeito do chá.

Adquira o boldo-do-chile em lojas de produtos naturais ou farmácias para não ser confundido com outras espécies. O excesso do consumo dessa erva pode causar sangramentos internos, portanto, grávidas só podem tomar chás que contenham essa planta com prescrição médica.

2. Chá de carqueja para emagrecer

A erva que ajuda na perda peso pelo efeito diurético

vida verde

Outra erva amarga bem conhecida é a carqueja, um diurético que elimina o excesso de líquido e diminui o inchaço no corpo. Termogênica, a carqueja acelera o metabolismo, fazendo o corpo queimar calorias mais rápido, e tem em sua composição a substância Cromo que diminui o apetite e combate a sensação de fome. Além disso, o chá dessa erva auxilia no sistema digestivo, auxilia a controlar o colesterol ruim e diminui a absorção de carboidratos pelo organismo, sendo um ótimo aliado das pessoas diabéticas, uma vez que carboidratos se tornam açúcar no sangue. Já viu que a carqueja tem inúmeros benefícios não é mesmo? Veja então uma receita dessa planta para auxiliar no seu emagrecimento:

Ingredientes:

– 20g de folhas picadas de carqueja;

– 01L de água.

Receita:

Aqueça a água e quando estiver em ponto de ebulição, desligue o fogo. Coloque a carqueja na água e abafe por aproximadamente 10 minutos. Depois de esfriar, escorra o chá em uma peneira e tome. O chá pode ser consumido gelado e em até um dia.

Não é recomendado que pessoas que sofram de hipertensão e hipoglicemia, bem como mulheres em período de gravidez tomem chá ou façam qualquer outro uso da carqueja.

3. Chá de mirra para a boca

Antibacteriana e antimicrobiana para proteger a boca

flor branca

Citada na bíblia como um dos presentes dado a Jesus Cristo em seu nascimento, a mirra é uma erva milenar que muita gente não sabe, mas tem efeito antisséptico, aromático, cicatrizante e desinfetante. Típica da Arábia e do Nordeste da África, o chá dessa erva é ótimo para problemas bucais como dores de garganta, dentes moles, aftas, gengivite, entre outros, uma vez que a mirra tem efeito antimicrobiano, antibacteriano, anti-inflamatório e analgésico. Utilizada desde a antiguidade, a verdadeira mirra produz uma resina de sabor amargo que a diferencia de outras espécies com esse nome. Confira uma receita de chá com essa erva para problemas bucais:

Ingredientes:

  • ¼ de xícara de mirra
  • ¼ de xícara de sal marinho
  • 01 xícara de água

Saiba como preparar:

Ferva a água e desligue o fogo, com a água ainda quente acrescente a mirra e o sal marinho. Deixe esfriar e faça gargarejos com esse chá uma vez por dia. A mirra não é para ser ingerida, sendo o seu uso somente externo.

Essa planta medicinal não tem efeitos colaterais, mas mulheres grávidas ou lactantes devem procurar orientação médica quanto ao seu uso.

4. Os benefícios da laranja amarga

Relaxante, o chá dessa fruta ajuda a ter um sono melhor

A laranja amarga também possui inúmeros benefícios para a saúde, pois é anti-inflamatória, antirreumática, rejuvenescedora, antioxidante, antiescorbútica e rica em Vitamina C. Também chamada de laranja azeda, laranja cavalo e laranja da china, o chá das cascas dessa fruta auxilia na perca de peso, visto que é inibidora do apetite, laxante, digestiva, diurética e depurativa. Mas se sua intenção é obter os benefícios medicinais dessa fruta, a fim de curar a gripe, de aliviar a prisão de ventre ou de se livrar da insônia, utilize as suas folhas, flores e frutos para fazer um chá dessa planta.

chás de ervas amargas

Conheça como:

Ingredientes:

  • 02 Colheres de sopa de laranja amarga picada;
  • 01L de água.

Saiba como preparar:

Ferva a água e desligue o fogo. Acrescente a laranja amarga, tampe e deixe descansar até esfriar. Escorra o chá e depois beba. Você pode consumir essa bebida três vezes ao dia.

5. Curiosidades sobre as ervas amargas da Páscoa

A história milenar das ervas amargas na culinária judaica e seu significado

Citadas em várias passagens da bíblia, as ervas amargas também eram utilizadas para temperar cordeiros e outras comidas típicas da região do Mediterrâneo na época da Páscoa, mas quais eram exatamente essas ervas? Chamadas hoje de escarola, rábano silvestre, também conhecido como raiz forte, alface romana, hera de palmeira, entre outras, essas ervas junto com outros símbolos da páscoa têm um sentido religioso para os hebreus, pois representam o período amargo de 400 anos de escravidão que viveram no Egito.

Nesse sentido, é de se observar que a Páscoa já era comemorada antes do surgimento do Cristianismo, portanto, antes do nascimento de Cristo, uma vez que essa data é uma comemoração pela libertação da escravidão dos judeus no Egito. Conheça então algumas diferenças entre a páscoa hebraica e a páscoa cristã:

Páscoa Hebraica

dos judeus

  • Comemoração pela libertação da escravidão no Egito;
  • Consumo de ervas amargas, pão sem fermento, também conhecido como pães ázimos, e um cordeiro sacrificado;
  • O calendário judaico é lunar e segue a páscoa com datas estipuladas pela bíblia, por isso a páscoa judaica é comemorada em data diferente da páscoa cristã.

Páscoa Cristã

do cristianismo

  • Comemoração pela ressurreição de Jesus Cristo;
  • No período de 40 dias que antecedem a páscoa, e que representam os dias que Jesus passou no deserto, os cristãos católicos não consomem carne em dias específicos da semana;
  • A páscoa cristã segue um calendário católico, de acordo com preceitos estipulados pela igreja católica e o seu calendário é solar.

Já conhecia os benefícios e o significado das ervas amargas? Conhece alguma outra erva de sabor amargo que faz bem para a saúde? Compartilha aqui com a gente!

como saber qual chá você deve tomar

Comente! Pergunte! Relate! Sugira!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *